Home / Recordações / Tipos de agulha para artesanato: aprenda a escolher

Tipos de agulha para artesanato: aprenda a escolher

Para quem faz artesanato, como costura, feltro, crochê e tricô, uma das primeiras ferramentas de que precisamos é a agulha.

E, muitas vezes, até mais de um, afinal cada modelo ou espessura atende a um tipo específico de trabalho e não pode ser substituído.

Normalmente, podem surgir algumas dúvidas e até informações de qualidade sobre tipos de agulha pode demorar muito.

Pensando nisso é que preparamos este guia com dicas para você que quer começar a fazer um artesanato ou já faz e tem alguma dúvida sobre qual agulha usar.

Padrões de feltro

Continue lendo e descubra como escolher o tipo de agulha ideal para o seu trabalho artesanal!

Veja também
5 dicas de costura para iniciantes que tornarão sua vida mais fácil
Material de Costura: Kit Básico para Começar a Costurar

Os vários tipos de agulha

Você notou que, mesmo para um tipo de embarcação, há uma infinidade de agulhas? Temos metal, plástico, madeira e alguns mais antigos podem até ser de osso!

E os preços podem variar muito de uma marca para outra, até nos mesmos números e, o que, no final das contas, não influencia o trabalho final.

Agulhas de crochê

  • As agulhas de crochê são as mais diferentes, pois lembram ganchos, por isso é fácil reconhecer quando você vai comprá-las no armarinho;
  • Para cada tipo de fio, existe uma numeração e está indicada na etiqueta do seu fio.
  • Às vezes as etiquetas aparecem para mais de um, então você pode decidir se quer um ponto mais fechado ou aberto, de acordo com a numeração indicada;
  • Quanto à numeração, vêm em milímetros e quanto maior o número, maior a espessura.

Os materiais das agulhas

  • Os mais comuns e mais leves são os de aço niquelado, que apresentam baixo número. Normalmente de 0,5 mm a 1,75 mm;
  • A partir dessa numeração, eles são feitos de alumínio colorido, sendo mais resistentes, mais leves e permitem um trabalho mais rápido. Eles podem ir até 12 mm;
  • Os de plástico são leves, mas não muito resistentes.
  • São ideais para fazer viagens e fazer seu crochê até chegar ao destino, já que muitas empresas não permitem que você carregue objetos metálicos de determinado tamanho na bolsa;
  • O bambu ou a madeira são muito resistentes e muito utilizados em maior número para fios de malha, tiras de plástico ou fios náuticos;
  • Com cabo emborrachado: são mais anatômicos e permitem trabalhar com mais conforto e por mais tempo;
Tipos de agulha

Amazonas

  • Ainda tem a alça de bambu, para quem gosta de trabalhar com alumínio mas gosta da segurança que a alça de bambu tem;
  • Os de ponta dupla são super versáteis e ocupam menos espaço no estojo. Eles são feitos de alumínio ou alumínio com borracha;
  • Você pode comprar em kits ou separadamente.
  • Para quem está começando, recomendamos sempre comprar um de cada tipo e números diferentes, para que você possa testar muito e decidir qual deles se encaixa melhor na sua mão e no seu trabalho.

Tipos de agulha de tricô

  • Essas pontas duplas são usadas para fazer pequenos trabalhos circulares quando não há padrão de agulha circular para fazer o trabalho.
  • Geralmente são usados ​​em meias, punhos e roupas de bebê;
  • As agulhas circulares são conectadas por um cabo e permitem tricô plano e circular.
  • Têm como vantagens que o trabalho não pesa na agulha, já que grande parte fica no cabo, evitando o cansaço durante o trabalho.
  • Quanto ao cabo podem ser intercambiáveis ​​ou fixos, com cabos de 40 cm, 60, 80 ou 100 cm;
  • Por outro lado, temos as clássicas agulhas retas de tricô que são utilizadas para trabalhos planos. Além da numeração, geralmente podem ter 25 cm ou 35 cm.
  • Algumas marcas produzem agulhas maiores de até 50 cm, mas o manuseio é mais complicado;
  • Assim como as agulhas de crochê, quanto maior o número, maior a espessura da agulha;

Os materiais das agulhas

  • Os mais tradicionais são os de alumínio, eles deslizam o fio com muita facilidade e, para iniciantes, pode ser um pouco complicado de controlar;
  • Os de bambu deslizam facilmente, são resistentes e deslizam com facilidade, mas menos que os de alumínio, sendo ótimos para iniciantes;
  • Os mais econômicos são os plásticos e também são bons para quem quer um material bem mais leve;
  • Existem ainda vários outros tipos no mercado, como fibra de carbono, aço niquelado, acrílico e até mesmo alguns que possuem luzes para tricotar no escuro!

Agulhas de bordar

  • São 3 tipos de agulhas para os mais diferentes bordados: As bordadas livres são intermediárias (tamanho 7 a 9) e possuem ponta fina para furar o tecido e ainda possuem abertura para linhas mais grossas, como meadas;
  • Os de tapeçaria não têm ponta fina e são indicados para ponto cruz, pois não danificam o tecido. A numeração ideal é de 10 a 15;
  • Para bordar com miçangas ou miçangas, os mais indicados são os de 16 a 26, pois são muito finos e permitem a passagem de fios mais finos;
  • Existem também outras agulhas que podem ser utilizadas, como a de dois olhos, que tem dois “orifícios” para que você possa usar duas linhas de cores diferentes e criar um efeito colorido no bordado;
  • A chamada agulha cega, é ideal para quem tem dificuldade em ver e colocar a linha da agulha, pois possui uma pequena abertura para passar mais facilmente a agulha;
  • E para um bordado diferente, a agulha mágica ou o ponto russo tem dado muito certo. Ao contrário das agulhas convencionais, esta você faz o desenho perfurando o tecido. É interessante e divertido!

Voce ja conhecia tudo isso tipos de agulha? Se você tiver alguma dúvida, escreva para nós nos comentários!

Veja também
Como costurar leggings para bebês
Como fazer um vestido sem costura – modelo fácil de fazer

About admin

Check Also

Caixa para lápis faça você mesmo fora do papel higiênico

Procurando um ofício de volta às aulas? Este estojo DIY é um ótimo projeto que …

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir